Delírios de consumo: de volta à ativa!

abril 4, 2012 às 11:30 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , , ,

Por Alissa Ferreira

Depois de muita abstinência, finalmente, voltei à ativa e fiz compras!!! Sábado fui ao shopping com a minha mãe almoçar… caminhadas vão, caminhadas vêm, entramos em algumas lojas, olhamos, paquerei algumas peças, até que enfim resolvi que estava merecendo fazer o que mais gosto na vida!

Entrei nas lojas que mais me interessavam e fui vasculhando todas as araras, de cabo a rabo, de rabo a cabo, pegando todas as peças que eu gostava. E para minha sorte – ou azar do meu pai – a vendedora da Toli foi um amor de pessoa. Super paciente e, realmente, disposta a vender, ela trouxe todo o estoque abaixo para mim! Passei horas provando milhares de peças, de blusinhas básicas a calças de tecido (coisa que eu nunca usei na vida! haha).

Ah, como eu estava precisando de um dia como esse.. Mesmo tendo que desistir de algumas roupinhas lindas para não fazer meu pai gastar mais de R$1000 em uma única compra, foi tudo ótimo! Saí da loja com quatro peças novas para o meu armário. Sem contar, no biquine LINDO que comprei na Água de Coco.

Ainda almocei um camarão dos deuses, tomei aquele sundae delícia da mc donald’s… Fiz a festa, literalmente! Só não deu para entrar nas minhas amadas lojas de sapatos e bolsas. Os gastos já haviam sido grandes demais, para mais uma compra “violenta”. Ficou para a próxima e uma coisa eu garanto: a próxima não vai demorar nada!

Delírios de consumo: abstinência

março 16, 2012 às 11:55 am | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
Tags: , , , , ,

Não poder fazer o que se tem vontade de fazer não é das melhores coisas do mundo, ainda mais quando essa tal coisa pode ser considerada um vício. Desde o início do ano não vou ao shopping ou a uma loja qualquer fazer compras, estou completamente em um período de abstinência.

Comprar Avon não é a mesma coisa – semana passada, por exemplo, gastei mais de R$100 com produtos daquelas revistinhas malditas que me enchem de tentação, mesmo sabendo que não são os melhores cosméticos do mundo.

Roupas, sapatos, bolsas. É disso que eu realmente preciso. Fui ao cinema com o boyfriend segunda-feira e quase que não consigo andar por aqueles corredores cheios de lojas que eu daria tudo para entrar e fazer a festa. A minha festa. Foi bem triste.

Mas eu prometi a mim mesma – e ao meu pai também – que tentaria me controlar por algum tempo, mas, tenho que revelar que esse tempo está se esgotando. Em abril pretendo voltar à ativa, com o meu primeiro novo salário do novo emprego! Oba! Como eu espero por esse dia…

Todos os dias quando estou chegando em casa, vejo a vitrine da loja ao lado do meu prédio, uma das minhas lojas prediletas, cheia de novidades e eu sem poder entrar. Um dia desses, me peguei babando na frente da vitrine, com um anjinho me mandando apenas olhar e voltar para casa e um diabinho me mandando entrar, chutar o pau da barraca e detonar no cartão. O anjinho venceu. Mas não por muito tempo… disso eu tenho certeza!

Sabe aquela coisa de Alcoólicos Anônimos? Acho que estou precisando de um “Compradores Compulsivos Anônimos” para contar minha história de tentações e abstinência e receber o apoio de loucas compulsivas como eu. Mas enquanto não chego a esse ponto, vou contando a vocês minhas peripécias e vou ficando por aqui sonhando com o shopping e com o dia que voltarei à ativa.

Por Alissa Ferreira

Hoje é dia de comemorar!

março 9, 2012 às 12:31 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

Hoje não é dia de falar em consumo propriamente dito, mas sim, falar de realização e festa! Hoje o blog faz três aninhos de vida! E como cresceu! Cresceu, amadureceu e apareceu.

Graças às graças da minha linda amiga Gabi Albuquerque o blog ganhou seu espaço num mercado já tão saturado. Mas, é lei: coisa boa cai mesmo nas graças do público e é esse o ponto alto daqui: informação e entretenimento de qualidade que chama atenção dos aficionados – ou não – por moda e bom gosto.

Sou muito grata por ter ganho um espaço tão especial por aqui, por ter sido convidada a fazer parte de um projeto tão legal e feito com tanto carinho e dedicação. Obrigada, amiga! Quando precisar de uma colunista para qualquer outro grande projeto, pode ter certeza que eu vou ser a primeira a querer fazer parte!

Quero desejar ao blog um Feliz Aniversário e tudo aquilo de praxe: muitos anos de vida e muito sucesso! Três anos e sei que ainda temos muito que oferecer aos leitores. Tenho certeza que novos projetos virão e muito mais sucesso também. E eu estarei aqui para comemorar junto!

Dando-me a chance de me contradizer, garanto que hoje é dia de consumo sim! Bolo, brigadeiro e guaraná! Viva o Blog!

E mais uma vez, parabéns Gabi!

Uma fatia Chanel não faz mal a ninguém!

Um beijo da sua colunista ruiva,

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: Consumindo Carnaval!

fevereiro 24, 2012 às 10:48 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , , , , ,

Fevereiro é mês de Carnaval, mês de alegria, diversão, folia! Teoricamente eu não gastaria muito esse mês. Teoricamente. Não tem como se segurar! Todos aqui já sabem o meu nível de consumismo e no Carnaval as coisas não iriam ser muito diferentes. E não foram.

Primeiro gasto: roupas novas para curtir a folia. Três shorts e três blusas.

Segundo gasto: fantasia! Sim, pela primeira vez (tirando toda minha infância) eu comprei fantasia para o Carnaval. E não só a fantasia. Rolaram adereços, serpentina em spray, tiaras coloridas, sapatilha e por ai vai.

E então vieram os maiores gastos dessa época do ano: transporte (ônibus para ir, taxi para voltar) para ir aos melhores points. Comida e bebidas! Como a cerveja estava cara! Em três dias de festa não se gasta menos de R$50 apenas de bebidas – água também conta!

Carnaval é a festa mais linda dessa cidade. As ruas ganham cores, as pessoas sorriem para tudo e para todos. Finalmente, a sensação de liberdade pode ser realmente sentida. Sem dúvidas, é a festa mais democrática que há. Mas se você acha (assim como eu achava) que pode economizar durante os dias de festa, está bem enganado.

Carnaval é consumo e eu sendo a consumista que sou…

Por Alissa Ferreira

Delírios de consumo: promessas para 2012

fevereiro 10, 2012 às 11:40 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

2012 chegou com tudo. Cartões de crédito praticamente estourados e mais promoções me chamando para gastar. Mas, estou de castigo.

Desde o fim do ano passado estou quase proibida de usar os cartões (até porque o limite está quase no fim, como eu já disse, enfim).

Além disso, fiz uma promessa para mim mesma (vai que eu não consigo cumprir… eu não ficarei tão chateada assim comigo mesma, sabe como é): vou economizar! Confesso que está sendo bastante difícil. Uma das minhas lojas favoritas está cheia de promoções e eu não resisti, fui lá e gastei. Contudo, o cartão ficou em casa. Usei meu precioso dinheiro – que dor no coração que deu, mas, valeu a pena. Comprei quatro blusas lindas (e eu estava mesmo precisando) e prometi voltar.

A vendedora já até me ligou novamente dizendo que as promoções estavam ainda melhores e que eu não poderia perder. Estou perdendo.

Porém, o primeiro mês de sufoco já passou… até já usei o cartão. Nada demais. Fevereiro é Carnaval e sei que não vou precisar usá-lo muito, afinal, Carnaval é na base do dinheiro mesmo. Em março, tenho certeza que tudo melhora.

Por Alissa Ferreira

Delírios de Consumo – Feliz 2012!

dezembro 30, 2011 às 2:05 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , ,

Esse texto não vai falar de mais uma das minhas loucuras com cartões de créditos, em shoppings lotados por causa do fim do ano. Quero apenas escrever… Escrever sobre as realizações do ano de 2011, das realizações que ficaram para 2012.

Ano Novo, vida nova, não é isso? Dessa vez não. Pelo menos pra mim, não quero isso nesse ano que tá chegando… O que eu quero mesmo é estabilidade. Manter minha vida cheia de amizades sinceras, sorrisos verdadeiros, companhias agradáveis, conversas animadas. Quero que o próximo ano se baseie nesse que passou.

Quero por perto as mesmas pessoas que eu já tinha, quero ficar longe das mesmas pessoas que se afastaram. Quero o mesmo namorado, com os mesmos beijos e carinhos. Quero a mesma família com as mesmas discussões bestas e “te amo” sinceros. Quero as mesmas lambidas e os mesmos chorinhos da minha pequena.

Mas, é claro, novidades também são bem vindas. Também quero novos colegas que possam se tornar amigos mais tarde, quero novos motivos para sorrir, quero novas roupas e sapatos também. hahaha

Agora é o momento de agradecer por tudo que conquistamos. Mas também é hora de pedir mais um pouquinho… Saúde, paz, amor, harmonia e dinheiro!

Que 2012 venha repleto de novas emoções, como Roberto Carlos sempre pede nos especiais de fim de ano da Globo.

Quero aproveitar esse texto para agradecer a nossa linda blogueira, Gabi Albuquerque. Agradecer pela oportunidade de escrever sobre o que quero e gosto aqui. Agradecer acima de tudo pela amizade e pelos macarrões travados ao saber de uma nova história! hahaha Que 2012 venha com tudo pra nós duas, amiga! E pode até ser que meus desejos de estabilidade se concretizem e tudo seja igual a 2011, mas, que vai ser melhor, ah, disso eu tenho certeza!

Feliz 2012!

Delírios de Consumo: A roupa de Natal

dezembro 23, 2011 às 9:52 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , , ,

Há mais ou menos dois meses atrás fui a uma das minhas lojas favoritas procurar minha roupa de natal (sim, gosto de procurar as minhas roupas de fim de ano com bastante antecedência).

Logo encontrei uma blusa preta linda. Ela tinha uns babados nas mangas e era rendada nas costas, dando uma bela transparência no local. Paguei a pequena bagatela de R$200 nela, mas saí super feliz e satisfeita com a compra.

Depois de umas semanas fui atrás da parte de baixo do meu look, e, então, como não consigo me decidir facilmente em absolutamente nada, comprei um short de paetês preto e uma saia prateada.

Semana passada fui provar minhas roupas para enfim me decidir e aí veio o problemão: não gostei de nenhum dos looks que montei (inclusive, a mesma coisa aconteceu com a roupa do Ano Novo, mas, aí já é uma outra história…).

Falei o meu enorme e grave problema a minha mãe, que já me conhecendo muito bem, não discutiu, nem brigou comigo, pelo contrário, logo se disponibilizou para ir comigo ao shopping procurar uma nova roupa.

Ah, meu namorado também nos acompanhou, apesar de afirmar ter mais pena do meu pai e seu bolso do que de mim, mas enfim…

Fomos os três ao shopping e foi aí, já no ápice do desespero, que resolvi entrar na Blu K, uma loja que ao meu ver era legal, porém, para “senhoras” de 40 anos ou mais.

Então percebi que isso sempre acontece comigo, sabe… Toda vez que resolvo entrar em uma loja que nunca havia entrado antes – por puro preconceito, admito – saio dela com alguma sacola e um enorme sorriso estampado no rosto.

Da última vez, isso aconteceu com a Zara e agora toda vez que vou ao shopping e resolvo entrar lá, saio com peças novas, inclusive, a minha roupa do Ano Novo é de lá… hehe

Foi na Blu K onde encontrei o vestido perfeito para o Natal. Com certeza vou voltar lá mais vezes…

😉

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: Amigos Secretos – O melhor das Confraternizações!

dezembro 16, 2011 às 10:00 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , , ,

Novembro e dezembro são meus meses favoritos. O primeiro por ser o mês do meu aniversário – momento em que sou lembrada por várias pessoas e, melhor, ganho diversos presentes! Já dezembro entra na lista de prediletos por ser a época do ano em que são realizados os famosos Amigos Secretos.

Eu AMO Amigo Secreto! Se posso, participo de todos que aparecerem na minha frente! Adoro ir ao shopping comprar os presentes pensando direitinho na pessoa que eu tirei, além de, claro, ganhar presentes!

Esse ano não está sendo o que estou participando do maior número de confraternizações com Amigo Secreto, mas está sendo um dos melhores! Estou dentro de cinco trocas de presentes, porém, duas já aconteceram…

Na primeira delas ganhei um brinco dourado lindo! Ah, como eu amo as bijuterias douradas! Presenteei a minha amiga secreta – que inclusive, vocês conhecem muito bem, não é blogueira favorita? – com um par de havaianas azuis, além de uma sombra prata (ela adora que eu sei! Né, Gabi?? haha).

Já no segundo Amigo Secreto ganhei uma blusa rosa da Hering da campanha do câncer de mama. Acreditem, nunca tive uma blusa dessa campanha e sempre quis ter! Amei!! E o melhor ela é M e coube certinho, o que significa que o regime tá mesmo dando resultado!

Mais dois Amigos Secretos acontecerão hoje à noite! Fui ao shopping hoje a tarde e comprei os presentes, além de umas coisinhas mais pra mim, como de praxe. Mas depois eu conto o que comprei pra mim, o que foi que dei para os meus Amigos Secretos e, principalmente, o que ganhei dos meus.

O quinto e último Amigo Secreto desse ano será próxima semana. Será um pouco diferente já que é só de Havaianas. Espero que a minha tenha aqueles brilhinhos em cima.

E que venham mais Amigos Secretos por ai!

Alissa Ferreira

*Não foi marmelada nossa colunista ter me tirado, hein?! O site de sorteio acertou direitinho e ela nos presentes, amei!! (Gabi)

Como é bom fazer aniversário…

dezembro 2, 2011 às 1:26 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

Como uma boa bipolar que sou, às vezes, odeio fazer aniversário, mas, às vezes, amo ter um dia só pra mim. Com isso, resolver o que farei no dia do meu aniversário sempre se torna uma novela todos os anos. E esse ano não foi nada diferente. Um mês antes do grande dia, todos já me perguntavam o que eu faria e a resposta sempre era a mesma: não sei se vou fazer algo.

O tempo foi passando e então decidi que esse ano meu aniversário seria um dia feliz para mim sim e que meu lado empolgado se sobressairia. E o que fazemos quando chega nosso aniversário? (ou pelo menos, o que eu faço…) COMPRAS!

Queria a roupa, o sapato e os presentes perfeitos! Ah, como é bom ganhar presente! E nisso eu tenho sorte, pois, no meu aniversário, meus pais não pensam em mais nada a não ser me agradar. E foi assim que ganhei: roupas, sandálias, bolsas e relógios! Sem contar com os presentes dos amigos e familiares.. Ah, meu aniversário. Nunca consegui entender como existe um lado obscuro meu que não gosta dessa data.

Mas, sem dúvidas, quem gosta mesmo do meu aniversário são as vendedoras das minhas lojas favoritas… Todo ano é a mesma coisa: mil mensagens de parabéns e venha aqui na loja, você tem 5%, 10% ou 15% de desconto pelo seu dia! Chegou cada coisa linda… são a sua cara!

É bom saber que todo ano as pessoas criam moda pensando em mim.

😉

Alissa Ferreira

Dia especial, dia de niver

novembro 30, 2011 às 11:07 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , ,

Hoje é dia da nossa colunista divertidíssima e ruiva. Ela mesmo, a consumista mais consumista deste blog, a dona do Delírios de Consumo. haha Alissa, minha amiga sagitariana, jornalista e cheia de animação, parabéns!!! O blog te deseja mais e mais inspiração para os textos daqui, mais e mais $ucesso  para as boas compras, bons drinks e boas comemorações.

Parabéns, parabéns, hoje é o seu dia!!!

Bjão para a ruiva.

😉

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: novidades ao lado de casa

novembro 11, 2011 às 11:11 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , , , ,

Semana passada, me dei conta que uma nova loja de roupas havia sido inaugurada ao lado do meu prédio.

Sempre tenho muito receio de entrar em uma loja nova, pois, odeio sair sem comprar nada. Mas enfim, eu precisava comprar um presente, então, resolvi criar coragem e fui.

Entrei e logo fui super bem recebida. A vendedora foi um amor de pessoa e logo me “conquistou”. Fui olhando as roupas uma por uma e logo escolhi o presente. Porém, continuei explorando todo o lugar com o meu olhar consumista e logo fui “paquerando” diversas peças.

Com o incentivo da simpática vendedora e, por incrível que pareça, da minha mãe, fui pegando diversas blusas, saias, shorts e corri para o provador. Provei tudo e a grande maioria foi do meu agrado. Como sempre, a dúvida pairou sobre mim e depois de muito pensar e voltar a experimentar as roupas, me decidi por cinco peças, deixando duas que também tinha gostado muito, mas, resolvi colocar o bolso em primeiro lugar.

Saí da loja super feliz e satisfeita com as minhas mais novas aquisições, com uma nova “amiga” e com as duas blusas restantes na cabeça.

Adivinha? Não deu outra, no outro dia voltei à loja, comprei as duas blusas que haviam ficado, além de mais duas que ainda não tinha visto. Sem falar em um colar lindo de morrer!

Esqueci de comentar, mas, a marca da loja é carioca. Alguém ainda duvida que sou apaixonada por tudo que a Cidade Maravilhosa tem a oferecer?

Delírios de consumo: tempo

novembro 4, 2011 às 12:25 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

Hoje, nosso delírio de consumo é o tempo. Por motivos de força maior, leia-se trabalho, nossa querida colunista e eu não conseguimos produzir uma coluna pra vocês.

Afinal precisamos pagar nossas contas, né?

Ah, se eu fosse você ia dar uma olhada na coluna “Com que roupa eu vou?!”

😉

Alissa Ferreira e Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: a conta de celular

outubro 28, 2011 às 11:22 am | Publicado em Uncategorized | 7 Comentários
Tags: , , ,

Ninguém mandou eu arrumar uma namorado carioca que se mantinha apenas com o número de celular do Rio de Janeiro, né verdade? Para você ver, eu tenho problemas de consumos exagerados até por causa de contas de celular! Sempre gostei muito de falar ao telefone e parece que quanto menos você pode falar, mais assuntos aparecem para serem discutidos no singelo aparelho. Comigo sempre foi assim.

Meu celular era Claro, o do meu namorado Oi e ainda interurbano, como já mencionei. Um verdadeiro pesadelo para o meu pai, diga-se de passagem… Mas o pesadelo começou mesmo quando eu viajei para Brasília. Era um tal de liga a mãe, liga para o pai, liga para o namorado, manda mensagem, entra na internet…

E no mês seguinte a conta chegou na minha casa mais parecendo uma bomba atômica: uma pequena bagatela de quase R$ 900,00! Meu pai quase tem um infarto e eu quase morro desidratada de tanto chorar. Mas, os dois respiraram fundo e… passou! Mês seguinte: R$ 500,00 de conta e tudo se repetia.

Depois de quase quatro meses de contas absurdas, cancelei meu número. Até achava que ficaria sem celular de conta… Que experimentaria, pela primeira vez, o tão famoso pré-pago, o que para mim era significado de pesadelo! Mas eu já falei sobre o jeito do meu pai para vocês, não foi? Ele briga, briga, briga e no final, deixa tudo para lá – até acho que boa parte da culpa pelos meus exageros seja dele… – Enfim!

Resumindo o final dessa história: Mudei de operadora, meu namorado também e agora nos falamos de graça a qualquer hora ou dia! O grande problema agora é balancear a quantidade de mensagens enviadas… Mas até agora, eu to conseguindo me controlar.

😉

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: O curso de maquiagem “gratuito”

outubro 14, 2011 às 11:33 am | Publicado em Uncategorized | 5 Comentários
Tags: , , , , ,

Quando fiquei sabendo que aconteceria um curso de maquiagem de graça em uma loja do Shopping, não pensei duas vezes e me inscrevi.

No dia do curso, me arrumei bastante – a loja era de coisas caras, de marca – e fui toda contente ao local do curso. Chegando lá, fui super bem recebida, comi biscoitinhos doces e salgados e até champanhe eu tomei!

Lanchinhos à parte, depois de uma meia hora, finalmente, estava na hora de começar o curso. E foi ótimo! Reaprendi a limpar a pele antes de começar a maquiagem, hidratá-la; aprendi todas as funções de cada pincel existente em uma maleta de maquiagem profissional, aprendi também a colocar base e corretivo, sem ficar aquela coisa marcada, melecada, que todo mundo vê que você ta com um “reboco” no rosto… Enfim!

No final da aula eu, que cheguei de cara lavada, estava com uma linda (e trabalhosa!) maquiagem para o dia a dia. Simples, porém, linda e necessária para qualquer mulher.

E foi exatamente no final da aula que eu entendi perfeitamente o porquê do curso ser “de graça”: Saí de lá com uma dívida de mais de R$ 400,00 em maquiagem!

Eles nos fazem usar os  melhores – e mais caros – produtos, das melhores – e mais caras –  marcas, para que no fim a gente compre tudo! E comigo, uma consumista sem controle, assumida, não poderia ter sido diferente…

Saí de lá com base, blush e rímel da Lancôme, além da certeza de que aquele curso tinha saído mais caro que qualquer outro!

“Ps de Gabi: vocês também comprariam tudo? haha”

🙂

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: O casamento (2)

outubro 7, 2011 às 2:36 pm | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
Tags: , , , ,

A saga do casamento continua…

“No dia do casamento aquilo não saía da minha cabeça… Eu precisava de um sapato preto fechado para usar com a meia calça! A sandália preta, de salto fino que há uns dias atrás era o calçado ideal para a ocasião, não fazia mais meus olhos brilharem. Resolvi ir nas duas únicas lojas que eu não tinha ido ainda, porque elas não ficavam no shopping.

Chegando na primeira, dei uma olhada rápida e gostei de um monte de sandálias que não tinham absolutamente nada a ver com o que eu procurava. Me controlei para não comprar o que não estava procurando e fui, quase vencida pelo cansaço, à última loja. E foi lá.

Logo que entrei na loja e falei para a vendedora o que procurava, ela me mostrou o sapato dos meus sonhos. Preto, salto fino e alto, brilhoso, com uns detalhes em prata atrás. Coloquei no pé e ficou, realmente, ótimo. Comprei o sapato e uma bolsa de paetês preta que combinava perfeitamente com o vestido. Fui para casa quase saltitando de tanta felicidade com as minhas novas aquisições.

A noite, me arrumando para o grande momento, coloquei a meia calça, coloquei o vestido, sorri super satisfeita e peguei meus novos pares. E foi ai que eu percebi o quão azarada eu era! Deu TUDO errado! O sapato ficou sambando no meu pé por causa da meia. Eu não conseguia dar dois passos sem me segurar em algo. Fiquei louca! Enchi o sapato de algodão, papel higiênico, guardanapo… Fiz de tudo e nada funcionou. No fim, eu estava acabada, triste, com raiva, me achando a pessoa mais azarada do planeta! Meu bom humor se transformou no pior humor do mundo. Não queria mais sair de casa, pra mim e pro meu conhecido exagero, a minha noite havia acabado naquele exato momento. Briguei com meu pai, chorei, borrei a maquiagem, quase rasguei a meia calça quando fui tirá-la e, no fim, coloquei a sandália preta, de salto fino.

Fui de casa até o local da festa de cara fechada. Nada tinha mais graça pra mim… Mesmo todos dizendo que eu estava linda, com tudo impecável, eu sabia que eu poderia estar melhor, com o bendito sapato…

Mas o que um casamento não faz com uma romântica como eu… Logo que a cerimônia começou tudo virou flores pra mim. O clima de festa me contagiou e na hora de “quebrar as cadeiras” na pista de dança, me dei conta que foi mesmo bom eu não ter ido de meia, pois, teria que desmontar todo o look para colocar havaianas e me acabar por lá.

Resumindo, se é que isso pode-se chamar de resumo… A festa foi ótima! Só cheguei de manhã em casa, fui super elogiada por todos e vendo as fotos, fiquei bastante satisfeita com toda a minha composição.

Na segunda-feira logo cedo voltei à loja e troquei o sapato por uma sandália e um cinto. Além de ter comprado mais dois pares, porque a loja estava em promoção. Pois é, não sai perdendo nada e tive a certeza que era uma garota de sorte.

E adivinhem? Em novembro tenho mais um casamento para ir…

🙂

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: O casamento

setembro 30, 2011 às 5:17 pm | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
Tags: , , , ,

“Outro dia recebi um convite para um casamento. Ah, os casamentos… Uma das melhores festas, na minha singela opinião. Um monte de gente elegante, mulheres com seus glamorosos vestidos longos e brilhantes, homens de smoking ou terno. Um luxo.

Sempre fui fã de festas desse tipo. Festas onde os convidados precisam se preocupar milimetricamente com cada acessório que colocará no “grande dia”, assim como os noivos precisam.

Quando recebi o convite a primeira coisa que pensei foi: ‘preciso comprar um vestido!’. Ok, admito que deveria ter pensado primeiro no presente do casal, mas, deixei para depois. Enfim, conversando com familiares, minha avó falou: ‘por que não usa aquele da formatura? Ele é lindo!’ – realmente ele é PERFEITO, mas deixo para falar dele um outro dia, pois, ele merece um post só para ele!

Como toda mulher que se preze eu, logicamente, não queria repetir o vestido, por isso, os vestidos que eu já tinha em casa nem passaram pela minha cabeça na hora de pensar na roupa da festa.

Passaram-se alguns dias, o dia do casamento foi se aproximando, então, finalmente, peguei minha mãe pelo braço e fomos ao shopping. Entrei em uma, duas, três lojas. Um, dois, três shoppings. Nada me chamava atenção, nada me agradava plenamente. Comecei a ficar desanimada, desestimulada. Mas então decidi: vou alugar!

Chegando na casa de aluguel de vestidos, me deparei com um mundo de opções! Cores, cortes, brilhos, tamanhos, com alça fina, tomara que caia, um ombro apenas… E assim o avistei! Era um vestido curto, de um ombro só, com um corte na alça que formava um belo decote (nunca tinha usado nada parecido), preto e bronze, todo de paetês. Como disse a minha tia: um escândalo!

Rezei para todos os santos para que o vestido coubesse em mim e o milagre aconteceu, pois, ele ficou perfeito no meu corpo. Todos da loja elogiaram e disseram que tudo estava combinando comigo. Não pensei duas vezes e aluguei o vestido, mas não sem antes pedir para darem uma encurtadinha maior nele…

Vestido alugado, acessórios escolhidos. Sim, faltava alguma coisa, na minha opinião, o principal: o sapato!

No outro dia fui ao shopping e entrei em todas as lojas, finalmente, encontrando uma sandália preta, de salto fino. Ideal para a ocasião.

Na véspera do casamento, veio na minha cabeça que aquele vestido ficaria mais lindo ainda se eu usasse uma meia calça preta por baixo. Provei ele com o novo acessório e, realmente, ficou muito melhor. Então decidi que teria que comprar um outro sapato, já que com meia calça não daria para usar uma sandália aberta. Fui novamente ao shopping, mas não encontrei nada que ficasse bom nos meus pés (eu tenho um sério problema com calos, mas esse assunto também fica pra depois). Desisti.

Pensa que a saga acaba aqui? A história continua semana que vem…

😉

Alissa Ferreira

Delírios de consumo: quantos pés você tem, afinal?

setembro 16, 2011 às 5:09 pm | Publicado em Uncategorized | 8 Comentários
Tags: , , , , ,

Se for me perguntar o que eu mais gosto de fazer, não tenha dúvidas da minha resposta: COMPRAS! Comprar é a minha terapia, de grupo ou não, minha terapia. Pegar a chave do meu carro, minha bolsa, ir ao Shopping, entrar em todas as lojas e passar o cartão! Não tem coisa que me dê mais prazer que isso. Ok, até tem, mas não vem ao caso.

Sempre fui uma garota apaixonada por moda. A minha moda. Adoro buscar as melhores peças, que combinem ou não, montar o meu próprio look, sem me preocupar muito se aquilo que eu estou usando está mesmo “na moda”. Foi assim que eu montei a minha personalidade, com as minhas roupas.

E com essa minha “personalidade”, eu consegui tirar meu pai do sério algumas vezes. Sou uma consumista nata, não escondo de ninguém. Não posso pisar em um Shopping Center que minhas mãos coçam por pegar um dos meus cartões e penetrá-los nos buraquinhos das maquininhas da cielo (sem querer fazer propaganda, claro).

Gosto de consumir tudo que vejo pela frente, mas a minha verdadeira – e louca – paixão é por sapatos. Sempre digo que um dia terei um closet com mais de mil pares e, sim, esse dia chegará! Enfim, deixando meus delírios de lado… Esse sim é o maior pesadelo do meu pai: minha paixão por sapatos.

Falando nisso, meu último delírio de consumo aconteceu a mais ou menos três dias. Fui ao Shopping com a minha mãe, como de costume, comprar uma roupa para ir a uma festa. Como ainda não tinha almoçado, fui direto à Praça de Alimentação. Porém, para chegar na Praça, tinha que passar pela frente de uma das minhas lojas favoritas de sapatos. Não deu outra: entrei na loja!

Coleção nova na vitrine, mil sapatos coloridos, com todo tipo de salto e estilo. Fiquei louca, pedi para a vendedora descer, pelo menos, uns dez pares diferentes, provei todos. Alguns não ficaram tão bons. Mas, quatro ficaram P-E-R-F-E-I-T-O-S! Por mim, claro, levaria os quatro, por um fio, não gasto quase R$800,00 de uma só vez. Parei, pensei, coloquei todos de novo, desfilei, pedi opinião… Talvez fosse mais consciente levar um e deixar três para a próxima, mas como se trata de mim, o quarto par ficou para depois.

Meu pai, claro, quase teve um infarto ao ver a quantidade de coisas que comprei – afinal, a loja de sapatos foi apenas a primeira que eu tinha entrado… – mas, tudo estaria até muito bem, se, eu não tivesse comprado mais dois pares na semana que passou. “Quantos pés você tem, afinal?” – perguntou meu pai indignado, como sempre.

Ok, eu só tenho dois pés, mas tenho uma infinidade de combinações possíveis e imagináveis a serem feitas para combinar com todas as minhas roupas e acessórios. Ele, realmente, não entende nada disso e acha que é fácil ser eu.

Enfim, lembram da festa que eu tenho para ir? Acabei não comprando a roupa nesse dia, mas, ontem eu fui ao Shopping e …

😉

Alissa Ferreira

Confissões de uma consumista

setembro 16, 2011 às 4:41 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

E quem não queria um diário para confessar toda culpa de ter comprado aquele batonzinho tão barato? E aquele sapato da promoção imperdível?  Se você ainda mora com a mãe/pai, deve ouvir quase sempre o comentário: mas você não precisa disso! Se tem marido então, já vi mulheres fazendo malabarismos para esconder do amado a última compra. Quando o tal fala: isso é novo. Ela responde: é nadaaa, você que não presta atenção em mim! haha

Foi pensando nisso e conversando com uma amiga consumista – mais do que eu até – que tive a ideia da gente ter um espaço aqui para partilhar nossas loucuras de compras. Curtiram?! Já temos para onde correr quando os outros reclamarem ou disserem que você não precisa daquelas compras. Por que esperar precisar, né?

Pois bem, vamos dar as boas vinda a nossa colaboradora Alissa Ferreira, jornalista com diploma, hein?! Toda semana vai ter um Diário do consumo por aqui, começando hoje. Já já no ar. =)

😉

Gabi Albuquerque

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.