Cliques que valem: fecha o olho

outubro 31, 2011 às 12:33 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , ,

Hoje é Halloween, pensei em colocar uma foto com fantasias ou abóboras para vocês se divertirem. Mas ai eu vi essa outra foto do Rogério Vasconcelos e babei nesses mega cílios postiços. Então, por que não? É um pouco do mistério da data, comemoradíssima nos Estados Unidos e Europa. Aqui no Brasil nunca colou a não ser nas festas de curso de inglês, acho que o Carnaval já é suficiente para a gente expor nossas fantasias e muito mais que isso.

Fica a inspiração da segunda com essa maquiagem bem boneca incrivelmente bem feita.

😉

Gabi Albuquerque

Vem sol, vem…

outubro 30, 2011 às 12:05 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Hoje é domingo, pede cachimbo… hehe Adorava cantar isso quando eu era pequena! Hoje posso substituir por algumas outras, né? A escolhida desse domingo é Sunshine, não podia ter nome melhor, de Matt Costa. Um amigo me mandou uma música desse cantor que eu desconhecia e descobri mais um que é minha cara. Amei!

Bom domingo, meu povo querido.

😉

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: a conta de celular

outubro 28, 2011 às 11:22 am | Publicado em Uncategorized | 7 Comentários
Tags: , , ,

Ninguém mandou eu arrumar uma namorado carioca que se mantinha apenas com o número de celular do Rio de Janeiro, né verdade? Para você ver, eu tenho problemas de consumos exagerados até por causa de contas de celular! Sempre gostei muito de falar ao telefone e parece que quanto menos você pode falar, mais assuntos aparecem para serem discutidos no singelo aparelho. Comigo sempre foi assim.

Meu celular era Claro, o do meu namorado Oi e ainda interurbano, como já mencionei. Um verdadeiro pesadelo para o meu pai, diga-se de passagem… Mas o pesadelo começou mesmo quando eu viajei para Brasília. Era um tal de liga a mãe, liga para o pai, liga para o namorado, manda mensagem, entra na internet…

E no mês seguinte a conta chegou na minha casa mais parecendo uma bomba atômica: uma pequena bagatela de quase R$ 900,00! Meu pai quase tem um infarto e eu quase morro desidratada de tanto chorar. Mas, os dois respiraram fundo e… passou! Mês seguinte: R$ 500,00 de conta e tudo se repetia.

Depois de quase quatro meses de contas absurdas, cancelei meu número. Até achava que ficaria sem celular de conta… Que experimentaria, pela primeira vez, o tão famoso pré-pago, o que para mim era significado de pesadelo! Mas eu já falei sobre o jeito do meu pai para vocês, não foi? Ele briga, briga, briga e no final, deixa tudo para lá – até acho que boa parte da culpa pelos meus exageros seja dele… – Enfim!

Resumindo o final dessa história: Mudei de operadora, meu namorado também e agora nos falamos de graça a qualquer hora ou dia! O grande problema agora é balancear a quantidade de mensagens enviadas… Mas até agora, eu to conseguindo me controlar.

😉

Alissa Ferreira

Hoje eu queria…

outubro 27, 2011 às 2:07 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , ,

Hoje eu queria estar off e deitada nesse banco aí. Quem me leva?!

Foto: Antonella Arismendi

Se puder vir com o vestido igual, também aceito.

😉

Gabi Albuquerque

Antonella Arismendi

Compras muambeira: make up

outubro 26, 2011 às 12:42 pm | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
Tags: , , , , , , ,

Eu  já deveria ter postado isso há séculos. Mas foi acontecendo trocentas coisas e acabou passando em branco, na verdade continuei comprando doida aqui no Brasil e as novidades londrinas foram ficando normais pra mim. hehe Aí uma amiga veio me perguntar sobre o post da base famosa que comprei e lembrei “eita, as compras muambeira!”, brigada Lu! haha Bom, foquei muito no que eu realmente precisava para resistir a todas as outras coisas, ou seja, corrida por base, pó e blush. Claro, passei da linha com extras. hehe Gastei bons dinheiros, mas tudo bem empregado.

Começando pela tal base, a própria Lu me indicou essa coisa milagrosa. Comprei na Sephora e toda vez que uso parece um photoshop instantâneo, guardada suas devidas proporções, é claro. Faço propaganda pra todo lado desse potinho, já estou com medo de quando o meu acabar, com o custo benefício de EUR 37.

No quesito pó não fiquei super feliz não, mas satisfeita. Queria comprar um mais poderoso, mas fiquei com dó da carteira, optei pelo da Bourjois que na verdade é bronzeador mas para minha pele funciona súper como um normal. Foi uns EUR 14. Já o blush da MAC e o da Bourjois ganharam meu coração. O primeiro foi 17 libras e o outro EUR 10.

O MAC é rosado e o Bourjois é mais bronze.

Agora os extras. Esse lápis azul, Bourjois, é a perfeição e eu devia ter trazido logo uma feira, um de cada cor. Pigmentação 100% e bem barato, tipo EUR 7. O rímel, também incrível, é o Colossal Maybelline, não lembro o preço mas vende em qualquer farmácia lá, é baratex e é fantástico, concorre com Dior Show. Por último, o pincel portátil da Sephora, muito muito bom, uso para blush e pó, mas também não lembro o preço – deve ser baixo, se não teria ficado lá. haha

Com o rosto rebocado e o dinheiro gasto, comprinhas felizes. hehe

😉

Gabi Albuquerque

Sendo despojada

outubro 25, 2011 às 1:11 pm | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários
Tags: , , , , , , ,

Todo mundo aqui sabe que sou do time do chinelo, né? Sou apaixonada pelos saltos, é claro, e os acho a coisa mais linda ever, mas é no chinelo que me encontro, que sou mais eu. Como estamos em pleno verão e toda população brasileira (e até européia) aderiu ao calçado, vamos entender um pouco mais dessa febre? De onde surgiu essa história de calçar uma coisa de borracha e sem glamour?

As primeiras sandálias brasileiras feitas de borracha foram produzidas em 1958, eram brancas com tiras e laterais da base azuis e com preço lá embaixo. Foi o estouro da marca Havaianas, chegaram a produzir 13 mil pares por dia. Pela produção em larga escala e pelo custo, durante 30 anos, o chinelo ficou conhecido como um reles acessório das classes sociais mais baixas. Mas, em 1991, a marca lançou um novo modelo chamado Havaianas Sky com cores fortes, propaganda com artistas, cara de rica e preço mais alto. Caiu no gosto de todo mundo, nada como uma repaginada artística para consumidores brasileiros.

Desde então, as Havaianas são vistas nos pés de artistas famosos ou de qualquer outro cidadão. Acabou que a marca virou ícone, qualquer chinelo de dedo visto, o primeiro nome que vem a cabeça do brasileiro é havaianas. Mas, em 2001 a Grandene lançou a Ipanema, também de borracha e com campanha contando com a musa Gisele Bündchen e um jingle marcante: “as anatômicas só Ipanema tem”. Como o Brasil tem comprador para todo mundo, afinal a terra é tropical e pede sandálias de dedo estilosas, as duas dividem o público fiel, no entanto a Havaianas ainda possui o maior número de pares vendidos, além de mais modelos.

Claro, com o tempo surgiram inúmeras sandálias de dedo, mas de borracha e com a ideia do despojado só tem essas duas mesmo.

Para completar o post, um look despojado e de chinelo. Aproveitando que foi aniversário dela essa semana, achei essa foto por aqui, e não tem nada mais a nossa cara do que a danada da sandália.

Despojada e feliz. Parabéns de novo, Irce!

😉

Gabi Albuquerque

Cliques que valem: expressão

outubro 24, 2011 às 12:39 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

Hoje temos expressões e não roupas. Mulheres e não modelos. Pessoas e não manequins. Os cliques do fotógrafo Hannes Caspar me prenderam a atenção na manhã da segunda-feira sem qualquer esforço. Me fizeram parar o que eu estava fazendo para contemplar. Merecia partilhar essa beleza com vocês.

A arte de bagunçar o cabelo.

Minha preferida.

Tem mais cliques dele aqui.

E nesta segunda, desejo uma semana mais humana e menos objetos, mais naturalidade.

😉

Gabi Albuquerque

Domingão

outubro 23, 2011 às 5:58 pm | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários
Tags: , , , ,

Sabe como é, hoje é domingo, perdi a hora do post de domingueira. Era para ter saído mais cedo do forno, agora todo mundo já está mazelado ou no cinema ou indo comer pizza. Mas a música é fofa, as imagens são fofas, então vale, né?

Agora, quem precisa se curar da preguiça sou eu, afinal domingo é um dia perfeito pra dirigir cantando e livremente porque a cidade está vazia. AMO! Aí escolhi uma fofissima para você cantar alto no quarto, no carro, na praia. Cantar baixinho só se for no ouvido de alguém especial.

E quando eu estiver louco, subitamente se afaste…

Bom domingo, aliás noite de domingo.

😉

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: de R$ 50 em R$ 50, R$ 4.500!

outubro 21, 2011 às 1:07 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , ,

Sempre fui bastante ruim em matemática. Os números nunca foram o meu forte. Sempre quis fazer Ciências Contábeis, mas o medo de nunca sair do primeiro período por causa da cadeira de cálculo, me fez optar pelo Jornalismo mesmo. Comunicação sim é o meu forte! Mas enfim!

Na minha cabeça sempre funcionou a ideia de que R$ 50 é “pouco”. Só custa R$ 50? Então está barato, vou levar! Se estiver por R$ 49,99, então… Afinal, tudo que termina com noventa e nove centavos, para mim é promoção. E com essa lógica “genial” vou levando minha vida de consumista.

Outra particularidade dos meus pensamentos é achar que cartão de crédito não é dinheiro. Se tenho dinheiro na carteira e o cartão, coloco o que quero comprar no cartão para “economizar”.

Isso tem alguma lógica?

Para mim tinha até o dia que de R$ 50 em R$ 50, a conta do cartão veio a pequena bagatela de R$ 4.500, sendo que só eu gastei mais de R$ 3.000.

A bronca que levei foi tão grande, tão grande que decidi não sair mais com o meu cartão de crédito. Se ele estiver na minha carteira eu vou gastar, portanto, é melhor ele ficar em casa, não é mesmo?

Fiquei me sentindo tão culpada, tão mal com a minha total falta de controle que decidi dar R$ 500 que eu tinha guardado para ajudar o meu pai a pagar a fatura daquele mês.

Mas ai está mais um problema! Meu pai briga, briga comigo, mas depois deixa para lá! Quando fui dar o dinheiro para ajuda-lo ele ainda brincou dizendo: “R$ 500? Só isso? Isso não paga nada…” Após brincar, rindo, meu pai devolveu o meu dinheiro.

Por um lado estou feliz por ele não ter aceitado, mas sair de casa sem o cartão de crédito está sendo dureza…

Ps de Gabi: Gente, vamo ajudar nossa ruiva consumista! Ela tá tão igual a Beck Bloom! Até o cabelo é vermelho.

By Alissa Ferreira

Dia de sexta, dia de dúvida

outubro 21, 2011 às 10:41 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , , ,

Toda sexta é o mesmo drama em todas as casas de mulheres que se jogam nas nigths e em todas as outras também, né? Qual roupa vou para festa tal?! Qual saia uso no aniversário de sicrano? E para jantar com o namorado? Se saindo a primeira vez, então drama ao cubo. Bom, seus problemas acabaram! haha Brincadeiras à parte, assunto sério agora. Toda sexta vou escrever a coluna “Com que roupa eu vou?!” para o portal TelaJovem, na sessão de Estilo. Bacana, né?

É o mesmo portal da promoção do Guarda roupa que postei essa semana, portanto não posso participar. haha Então, já sabe? Dia de sexta aqui tem Alissa e seus delírios deliciosos de ler e eu lá no telajovem! Uma fala do que comprou e a outra do que você pode comprar. Divirtam-se no fim de semana! E já tem post lá, é só clicar. hehe

😉

Gabi Albuquerque

O verão do palheiro

outubro 20, 2011 às 11:30 am | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
Tags: , , , , , , , , , ,

Quando um material bomba nas araras e vitrines durante uma coleção, sai da frente. Com a tendência das espadrilles, então, juntou dois em um e haja sacola para tanta palha, né!? Os saltos, as bolsas, os chapéus e até bijous e cinto. E, claro, provavelmente a decoração da casa de praia ou do hotel da sua estadia nas férias de veraneio também será de? Palha. Deu pra notar que os fios do vegetal estão no auge da tendência do nosso verão, né? Já que é assim, vamos destrinchar esse babado.

Basta lembrar dos filmes da Idade Média e das aulas de história para notar um detalhe: a palha era coisa de plebeu. Do chinelo a vassoura, nenhum nobre iria se render ao material. Mas o mundo dá voltas meus caros, numa delas, nos anos 90, as crianças e adolescentes sonhavam com o modelito da espadrille – cujo salto é de corda/palha -, na época um pouco menos rústica que hoje. A sandália teve origem lá pelo século XIV entre os trabalhadores das docas, na França e Espanha, até o belo dia que alguma mocinha criadora de tendências usou pra alguma baladinha, haha. Até hoje é must have das européias todo verão.

Agora as brazucas voltaram a curtir o modelinho, eu amei porque é bem confortável. Só que brasileiro que é brasileiro vai além, ai nosso verão tem palha na espadrille e em trocentos modelos de sandálias e sapatos. Pode escolher pelo preço, pela beleza, pela cor e tudo mais.

Eu curti muito a espadrille original da C&A, não doeu o pé, assim como essa sandália ai da montagem, mas todos os outros palheiros mataram meus dedos. Os da Arezzo são aqueles bonzinhos de sempre – nessa coleção está mais tentador – e os da Schutz sempre ganham meu amor – os mais caros, incrivelmente, se encaixam nos meus solados, hehe. O da Farm nem precisa perguntar, algodão + rasteira = felicidade. Não provei os da Santa Lolla. Ah, também tem na Renner!

Fora os calçados, a palha também está arrasando nos chapéus e bolsas. Já disse que comprei o meu panamá carioca, né? Quanto as bolsas, acabou o tempo das estilosas praieiras permanecerem nas areias, é tempo de inovar. Só não vale usar tudo de uma vez, né?

*Balneário, esqueci o acento. Sorry!

Esse negócio de tendência acaba com o orçamento de qualquer um, já quero o sapato da Schutz (não esse da foto, mas um verde lindo que provei ontem), e essa bolsa “it bag“, além de ter curtido a espadrille da C&A. Posso ser rica quando mesmo?! haha Ah, podia rolar uma esteira daquelas de praia também, né? Sendo muy rica, me jogaria nas areias e seria feliz com minha água de coco. Sonha, Gabi!

Agora vocês escolhem alguma pecinha e se joguem, acho que estou pegando a doença da nossa ruiva consumista, Alissa. hehe

😉

Gabi Albuquerque

Que tal ganhar um up no guarda roupa?

outubro 19, 2011 às 2:02 pm | Publicado em Uncategorized | 4 Comentários
Tags: , , ,

Promoção das boas de novo! Quer ganhar $1.500 em compras na sua loja predileta? Basta participar da promoção do portal Tela Jovem. O concurso cultural “O Tela Jovem dá um UP no seu guarda-roupa” vai dar o valor em dinheiro para você gastar onde quiser e renovar o guarda roupa, imagina que farra boa pro fim do ano? Para participar, só precisa responder a pergunta  “o que você faria para ganhar R$ 1.500 para gastar na sua loja preferida?”, a melhor resposta (escolhida por um júri) ganha a bolada.

Vocês têm até o dia 31 de outubro para participar e se jogar nas compras. Clica aqui e faz a inscrição, pena que não posso participar. haha

😉

Gabi Albuquerque

Qual é o seu desejo?!

outubro 19, 2011 às 12:10 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , ,

Fugindo do assunto moda, correndo para o assunto coisa boa, leve e feliz porque esse blog não é só de roupa bacana, é de gente fina. haha Ontem recebi o link de uma amiga dizendo para clicar que era fofura pura, mas não imaginava que fosse tanto. Gente, ainda tem pessoas tão incríveis no mundo! Explico: Guilherme, publicitário, recifense, morador atualmente da Argentina, teve a delicadeza de pensar nos outros e deve ser um daqueles embalados pelos dizeres cristão “amai os outros como ama a si mesmo”.

Ele criou um Tumblr chamado 1000 tsuru, 1000 deseos por causa da lenda japonesa dos tsurus. Se você fizer 1000 tsuru, você tem direito a um desejo. Pra quem não sabe, tsuru é essa dobradura aqui:

Foto: 1000 tsuru, 1000 deseos

Só isso, Gabi? Não! O desejo é seu também. Você vai lá no Tumblr e faz um pedido no muro (se você não quer que outras pessoas vejam o seu pedido, é só customizar a audiência do post para alguma coisa tipo “Vaticano”, tem um botão pra isso), Guilherme escreve o seu desejo numa folha de papel e transformo ela numa garça. E aí no dia 1º de janeiro de 2012, mil desejos e mil garças vão ser libertados, na esperança de que um se torne realidade.

Imagina que coisa linda quando todos forem libertados? Tá esperando o quê? Vai lá e deseja, aproveita. O meu desejo? Que o mundo tenha mais pessoas com atitudes assim. Afinal, ele poderia fazer os 1000 tsurus dele e desejar apenas o dele, mas ir além é amor demais.

😉

Gabi Albuquerque

Cliques que valem: uma bike e um terno

outubro 18, 2011 às 11:25 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

Os cliques do The Sartorialist sempre merecem post. E essa é daquelas fotos que nem precisam palavras, em plena Milão.

vibe europeia

Essa moda podia vir pro Brasil, né? Mas com o calor daqui, os caras iriam sem camisa e as meninas de biquíni. haha Seria a hora de pegar o bronze.

Cliquem lá que o street style do nosso querido fotógrafo arrasa.

😉

Gabi Albuquerque

Conversa de banheiro: homem também chora

outubro 17, 2011 às 2:05 pm | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Lágrimas nos olhos femininos, todos já vimos. Mulher chora de emoção quando consegue o emprego dos sonhos, chora de raiva quando descobre que o cara não presta, chora de tristeza quando briga com a amiga, quando a mãe fica chateada com ela. E de TPM? A gente derrama tanto aguaceiro salgado que já perdeu até a graça. Ninguém mais tem tanta peninha de nós. Se a cena for no meio da rua então, a criatura que assistir vai dizer: olha aquilo! Ela não sabe nem se controlar. Né isso?

Agora imaginem, no meio da rua, em pleno festival na verdade, um homem correndo atrás de uma moça – no sentido literal – e chorando. Isso mesmo, ele chorava, ele puxava ela, implorava. Fingia desistir e voltava. E ela? Calma e fria, parecia pedra, não se incomodava em nada com a situação. Um ar blasé, extremamente francês, me fez pensar de onde saiu aquela mulher alien. E por que pensei isso? Era o choro masculino, daqueles raros, daqueles puros, capaz de sensibilizar uma horda de mulheres falando em coro: “onwww coitadinho”.

Se fosse ela chorando e correndo, eu confesso que pensaria: “nunca ia me humilhar assim”. haha Nenhum patota masculina teria pena de mim e ninguém, nem as mulheres, falaria “coitadinha”. No máximo a amiga acompanhante do momento levaria a moça pro banheiro e diria, classicamente, “para com isso, lava o rosto, e agarra o primeiro que aparecer”. Mulher não pode chorar – pelo menos em público –  por toda aquela coisa milenar do “sexo frágil”, aí quando se derrete é porque é fraca. Quem quer ser fraca? Ninguém, né?

Choro de homem sensibiliza, pede colo, é quase filho. Quando é por mulher, então. Corta o coração. Foi a situação número dois que me fez pensar neste post. Li um texto no papodehomem e o cara contava de um dia terrível da vida dele, quando flagrou a mulher com outro. Gente, ele chorou horrores. Tive pena. Mas, sabe aquele choro de verdade? Daqueles de se dobrar, da barriga doer, da cabeça pesar, da sensação devastadora. Desses poucos homens já tiveram na nossa frente, pode até rolar escondido, né? Não sei, e aí, meus queridos? Confessem!

Quando senta e fica assim, pronto. Me derruba…

Aí quando eles não aguentam e soltam as lágrimas no meio de um mar de gente, nosso coração não aguenta e imagina: deve tá doendo mesmo! Passa a doer até na gente. Claro, existem exceções como o cara sensível e a mulher durona. Sou do time da chorona mesmo. Pra mim, é quase uma terapia, chorar me livra dos sentimentos guardados, me absolve.

Por uma geração futura mais saudável emocionalmente e para nós, mulheres, sermos meio aliens como a moça lá de cima, que tal as novas mamães ensinarem aos meninos que chorar não so torna menos machos? Pois vejamos, quando eles choram já adultos, a gente tem pena, perdoa e acredita em tudo. Menos desilusão, menos drama, menos mimimi. Seria muito mais fácil mulher chorando menos e homem chorando mais, equilíbrio perfeito.

😉

Gabi Albuquerque

Tomar o mundo feito coca cola

outubro 16, 2011 às 5:04 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

Neste domingo, com música é claro, além da preguiça, recomendo fôlego. Estamos chegando no fim do ano, já já é Natal, daqui a pouco corremos como loucos em busca dos presentes de meio mundo de amigos e familiares, fechamos planilhas anuais, planejamos o próximo, cremos mais, choramos, brindamos e rezamos. Mas neste momento, a gente precisa mesmo é de coragem, vontade, para terminar o ano direito, com sensação de valeu a pena.

Aperta a mão aí da sua parceria – mãe, pai, amigo, namorado, amante, marido –  e vai viver a vida com aventura, aproveita e se joga. O mundo taí esperando ser tomado, igualzinho como a coca cola gelada.

Ah, o vídeo é do Rock in Rio de 1985. Massa, né? Não estranhem a magreza de Lulu!

Será que sou a última romântica dos litorais?! Gente, AINDA falta 2 meses e meio para 2012, dá tempo de muitas realizações.

😉

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: O curso de maquiagem “gratuito”

outubro 14, 2011 às 11:33 am | Publicado em Uncategorized | 5 Comentários
Tags: , , , , ,

Quando fiquei sabendo que aconteceria um curso de maquiagem de graça em uma loja do Shopping, não pensei duas vezes e me inscrevi.

No dia do curso, me arrumei bastante – a loja era de coisas caras, de marca – e fui toda contente ao local do curso. Chegando lá, fui super bem recebida, comi biscoitinhos doces e salgados e até champanhe eu tomei!

Lanchinhos à parte, depois de uma meia hora, finalmente, estava na hora de começar o curso. E foi ótimo! Reaprendi a limpar a pele antes de começar a maquiagem, hidratá-la; aprendi todas as funções de cada pincel existente em uma maleta de maquiagem profissional, aprendi também a colocar base e corretivo, sem ficar aquela coisa marcada, melecada, que todo mundo vê que você ta com um “reboco” no rosto… Enfim!

No final da aula eu, que cheguei de cara lavada, estava com uma linda (e trabalhosa!) maquiagem para o dia a dia. Simples, porém, linda e necessária para qualquer mulher.

E foi exatamente no final da aula que eu entendi perfeitamente o porquê do curso ser “de graça”: Saí de lá com uma dívida de mais de R$ 400,00 em maquiagem!

Eles nos fazem usar os  melhores – e mais caros – produtos, das melhores – e mais caras –  marcas, para que no fim a gente compre tudo! E comigo, uma consumista sem controle, assumida, não poderia ter sido diferente…

Saí de lá com base, blush e rímel da Lancôme, além da certeza de que aquele curso tinha saído mais caro que qualquer outro!

“Ps de Gabi: vocês também comprariam tudo? haha”

🙂

Alissa Ferreira

Desejos de verão

outubro 13, 2011 às 12:36 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , , , , ,

Com mais um feriado abrindo as portas para o sol e o verão, começa a nossa mania de procurar o que comprar de novo para a temporada mais querida do país. Uma vitrine com o sapato colorido e o salto de corda já está causando fuzuê entre as loucas pelos calçados, uma saia florida para outras, a sandália color blocking, o biquíni com a alça de corrente e por aí vai. Todas buscando um item desejo para comprar e quando compra procura outro, por isso já selecionei logo um monte. haha

Já comprei o chapéu, podem conferir nas fotos cariocas. Só falta todo resto e mais algumas coisas que lembrei agora. Na verdade, falta mesmo eu ser rica, né? Ô mania de comprar! Ah, além das compras todas, também ficaria feliz com mais uma ida a Londres (sim, eu me apaixonei), um cabelo igual ao da moça da foto e as velas bacanas com fragrância para me deixar relaxada. Só isso eu queria! (sonhar é preciso!)

Voltando a realidade, sendo bem sincera, a gente sempre tem essas manias de pensar no que comprar, né? Não posso negar! Fico feliz quando compro roupa nova, quando ganho presente, quando tenho dinheiro pra passar a tarde no shopping e quando chega perto do Natal – ótima desculpa de consumista – e meu guarda-roupa comemora com pecinhas novas. hehe Então, como sei que essa felicidade é momentânea, para me redimir, outra coisa que me deixa muito feliz no verão!

Praia de Cabo Branco, João Pessoa

Que venha o sol!!!!!! E quando eu ficar rica, conto a vocês o que comprei. haha Ah, e me contem também os desejos de verão de vocês.

😉

Gabi Albuquerque

Feliz dia das crianças!!!

outubro 12, 2011 às 11:05 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Não tenho filhos, irmãos ainda na fase fofa da vida, nem sobrinhos. Me restam primos e Paulinho, o sobrinho adotado (do post de segunda). Claro que todos os primos são amados e queridos, aperto tudinho desde o primeiro mês. Mas, Gabriel é xodó, foi o mais esperado. Quando eu tinha uns 10 anos até os 17, implorava a minha tia pra ter logo um filho. Finalmente, 6 anos atrás veio Biel. Sabe o Taz Mania? Pronto, ele veio bem assim. haha  O oposto de Paulinho, calmaria em forma de bebê. Então, meu dia das crianças é pro meu menino treloso que me abraça, me faz mil perguntas, chora, faz birra, pede chocolate  e “micdonalds”, desenha as famílias das letras e me mata de saudade quando fica muito tempo sem visitar. Também devo dedicar ao resto dos pequenos, aliás pequenas, da família (depois de Biel, abriram as portas da cegonha), Sophia, Yasmim e Monalisa. Pense numa patota pra ter mulher! haha

Olha a cara dele de danado. hehe

E para fechar a música Se enamora, do Balão Mágico, regravada por Tiê. Ficou uma delícia e é muito muito fofa.

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!! Aproveitem pelo menos 1 horinha com seus pequenos próximos.

😉

Gabi Albuquerque

Um dia de celebridade ao seu alcance

outubro 11, 2011 às 11:58 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

Até a mulher mais cult de todas imagina como deve ser um dia de celebridade. Quem não quer ser paparicada, ter os cabelos cuidados, as unhas feitas e todas as coisas femininas realizadas sem precisar fazer esforço? Pois a possibilidade existe! Quase nunca coloco promoção aqui, mas achei essa tão simples de participar e ainda por cima com um prêmio desses, que vale a pena.  A Vogue Eyewear fechou parceria com a Risqué e lançou a campanha Celebridade Vogue.

Para participar, basta pintar as unhas com um esmalte da Risqué, se cadastrar no site da promoção (esse aqui), tirar uma foto, enviar  e combinar com um óculos virtual da marca. Na foto deve aparecer a unha e a imagem do óculos que esta à disposição no link.As imagens serão avaliadas por uma banca julgadora que irá selecionar o melhor estilo na combinação de óculos e unha. A escolhida ganha um dia de celebridade, acompanhada por profissionais da beleza e coberta por mimos. Não é o máximo?! Também queroo!!

Agora é só correr para concorrer e descobrir com é um dia de Gisele. haha Ah, quem comprar qualquer modelo da Vogue Eyewear nas lojas participantes, ganha um kit exclusivo de esmaltes Risqué. A promoção toda é válida até o dia 31 de novembro.

😉

Gabi Albuquerque

 

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.