Dia especial, dia de niver

novembro 30, 2011 às 11:07 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , ,

Hoje é dia da nossa colunista divertidíssima e ruiva. Ela mesmo, a consumista mais consumista deste blog, a dona do Delírios de Consumo. haha Alissa, minha amiga sagitariana, jornalista e cheia de animação, parabéns!!! O blog te deseja mais e mais inspiração para os textos daqui, mais e mais $ucesso  para as boas compras, bons drinks e boas comemorações.

Parabéns, parabéns, hoje é o seu dia!!!

Bjão para a ruiva.

😉

Gabi Albuquerque

Anúncios

Is friday!

novembro 25, 2011 às 1:35 pm | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários
Tags: , , ,

Pós abandono da semana toda, venho para desejar um bom fim de semana e aquela velha sensação de sexta feliz. Tem coisa melhor que a hora de largar hoje? haha A música do dia vai ser em homenagem ao ídolo Freddie Mercury, ontem completamos 20 anos sem o divo, por isso hoje “I want to break free” é a boa do dia.

E não poderia ter montagem melhor para a sexta que essa! O look de hoje é bons drink e boas companhias. Let’s go…

😉

Gabi Albuquerque

Cliques que valem: bota um sorriso no rosto e vem

novembro 21, 2011 às 1:01 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

Se você ainda não sabia o que era estilo, chegou o momento de entender. Um sorriso, segurança e a certeza de que vai arrasar no brilho e nas cores, assim como nas rugas. Estilo é como vinho, minhas caras leitoras, quanto mais maduro melhor. A sabedoria da gata está na pouquíssima maquiagem, pra quê esconder a idade, né? Oscar Wilde já dizia “desconfie da mulher que diz a verdadeira idade, se ela diz isso, é capaz de dizer qualquer coisa.”.

Foto: The Sartorialist, nosso divo, e foi em Paris, tinha que ser!

Mulheres admiráveis essas francesas, viu?! Pronto, a receita delas é essa: felicidade é se aceitar do jeito que a gente é, estilo é ser você. Olha que comunhão coerente!

😉

Gabi Albuquerque

Tendência, a gente cansa

novembro 18, 2011 às 11:32 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , ,

Falamos do color block, da palha, do verão, das compras, das estampas, dos lançamentos. Falamos dos itens desejo, da calça de fulana, do vestido de beltrana, da bolsa que não sei quem usou num sei onde. Onde compra? Onde tem? Onde reserva? A cor do momento é o verde, amarelo ou laranja. “Azul já não é mais in, senhora” diz a vendedora treinada para falar de ten-dên-ciasss! “Eu não quero saber de out/in, mulher, eu gosto de azul”, responde a pobre compradora. Ai essa tendência…

E aquele dia que a vontade mesmo é usar jeans e blusa branca? Sim, isso no verão é uma acertada, hein? Bronzeado e branco causam estrondo. Meu sapato bege faz mais vezes do que os coloridos da moda e eu não me sinto nem um pouco menos arrumada por isso. Minha saia, também bege, e de corte lápis faz sucesso nos looks de dia a dia e nunca deixei de estar apropriada. A camisa listrada de preto e branco estará sempre entre as preferidas. Assim como meus vestidos e blusas estampados, tão tropicais quanto suaves, porque são minha cara. Eu canso de tendência e você também.  É normal, não se sinta culpada por não ter a bolsa do momento, o sapato da vitrine tal ou a roupa de Sabrina Sato, nem as pernas. Saber ser simples, minha cara, é para poucos e se você domina a arte, por que se exigir fashionismo 24h?

Se liberta às vezes, sai de casa sem pensar no look, anda no shopping sem querer tudo, abre o armário e se deixa ser. Há dias que só uma roupa sem graça deixa a gente com graça. E como é chato essa história de sair por aí usando o de todo mundo, viu? Pior, ler a mesma coisa em todo canto. Eu, fã de revista, sempre faço um intervalo, mês de moda, mês sem moda. Não há cérebro que aguente, tédio.

A única tendência do momento pra mim é a fome da noite que me aperreia muito no projeto verão mais magra. haha Por enquanto, até ela estou ignorando.

😉

Gabi Albuquerque

Conversa de banheiro: quantos centímetros têm a elegância?

novembro 17, 2011 às 10:43 am | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários
Tags: , , , , ,

Começamos com o de 5 centímetros. Ninguém quer se machucar bravamente na primeira tentativa. Passamos para o de 8cm, já deu pra treinar bastante. O auge do sucesso é quando chegamos no de 10cm. Nos jogamos e nos sentimos mais mulheres. Vocês sabem do que estou falando, né? Salto alto, oras, o que mais seria?! haha Eu sonhava com eles quando eu era criança, era tão adulto. Calçava os da minha mãe e saia batendo o piso da casa com aquele barulho de “toc-toc-toc” me denunciando. Um belo dia, feliz como nunca, ganhei meu próprio par e dali em diante foi crescendo uma coisa, a dor.

Ninguém me avisou que junto com o tal salto alto vinha o danado do calo, um solado dolorido, a perna doendo. Arrisquei um de 10cm e agulha na minha festa de 18 anos. Depois do parabéns estavam em cima da cadeira e eu dançando louca (claro, até de manhã). Eu juro, tentei aguentar todas as vezes e em todas as festas. Quase sempre tirei, mesmo calçando de novo depois. Por incrível que pareça consegui mantê-los nos meus pés mais tempo com o passar dos anos. Hoje por exemplo passei 10h perambulando em cima de um e não tirei. Na verdade, quase chorei por uma havaiana enquanto andava no sol das 15h e meus dedos choraram também, tenho certeza. Não houve clemência.

Mas, devo confessar, não desisto deles. É muito glamour para um calçado. Marilyn Monroe tinha razão, “não sei quem inventou o salto alto, mas todas as mulheres devem muito a esta pessoa”. Você se sente imponente. Imagina a mulher entrando na sala do trabalho, “toc-toc-toc”, rostos se viram. Você apenas olha pra frente com a segurança do mundo nos pés e vai levando a dor como quem conduz uma valsa.

Minha valsa é leva-los nos pés o quanto der, num dia de trabalho me fazendo grande (no melhor sentido da palavra), num de festa me fazendo poderosa. E no fim, levando-os nas mãos me fazendo uma mulher com sorriso nos lábios, passos dançantes e um calo dolorido. A mulher que sabe quando mais vale se divertir do que de estar mais alta, sabe quantos centímetros têm a elegância.

😉

Gabi Albuquerque

 

Dia de churrasco

novembro 13, 2011 às 12:25 pm | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , ,

Domingo de feriadão, tem coisa melhor?! Se você vai trabalhar amanhã, nem fica triste, logo logo tem a terça livre e leve para aproveitar. Para todos os outros com segunda imprensada (felicidade!!!), quando o dia é assim, com cara de festa, de sorriso, de amigos, de amores, de bar, de praia, a gente pensa logo em churrasco, né? E para isso tem trilha melhor que Seu Jorge? Ele gravou o CD Músicas para churrasco volume 1 para alegria de todos, é só apertar o play.

Já dá pra imaginar todo mundo dançando e comendo amendoim, sim porque festa sem amendoim é menos festa que churrasco sem carne. haha Se não tá a fim de festa e badalação, aproveita que ainda tem hoje e mais dois dias para pegar um solzinho e voltar na quarta com a energia renovada. Uma praia vazia seria o ideal.

😉

Bom domingo e feriado.

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: novidades ao lado de casa

novembro 11, 2011 às 11:11 am | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário
Tags: , , , , , , ,

Semana passada, me dei conta que uma nova loja de roupas havia sido inaugurada ao lado do meu prédio.

Sempre tenho muito receio de entrar em uma loja nova, pois, odeio sair sem comprar nada. Mas enfim, eu precisava comprar um presente, então, resolvi criar coragem e fui.

Entrei e logo fui super bem recebida. A vendedora foi um amor de pessoa e logo me “conquistou”. Fui olhando as roupas uma por uma e logo escolhi o presente. Porém, continuei explorando todo o lugar com o meu olhar consumista e logo fui “paquerando” diversas peças.

Com o incentivo da simpática vendedora e, por incrível que pareça, da minha mãe, fui pegando diversas blusas, saias, shorts e corri para o provador. Provei tudo e a grande maioria foi do meu agrado. Como sempre, a dúvida pairou sobre mim e depois de muito pensar e voltar a experimentar as roupas, me decidi por cinco peças, deixando duas que também tinha gostado muito, mas, resolvi colocar o bolso em primeiro lugar.

Saí da loja super feliz e satisfeita com as minhas mais novas aquisições, com uma nova “amiga” e com as duas blusas restantes na cabeça.

Adivinha? Não deu outra, no outro dia voltei à loja, comprei as duas blusas que haviam ficado, além de mais duas que ainda não tinha visto. Sem falar em um colar lindo de morrer!

Esqueci de comentar, mas, a marca da loja é carioca. Alguém ainda duvida que sou apaixonada por tudo que a Cidade Maravilhosa tem a oferecer?

Abotoa e vai trabalhar

novembro 9, 2011 às 11:00 am | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Quem tem de 20 anos pra frente, tem um trabalho ou estágio, sabe da saga que vou lhes falar hoje. Todo dia é a mesma coisa, abre armário, procura mil vezes, tenta ser organizada e separa a roupa na noite anterior, mas nada adianta. Sempre tem aquele momento terrível de não saber o equilíbrio entre bem vestida e over, sorte de quem só usa terninho (ou não, né?). Calça social? Camisa de de botão? Blazer? Tudo isso junto? O que fazer???

Nessas horas, uma peça tem me deixado muito satisfeita e contempla exatamente o ponto entre transpassar maturidade e ao mesmo tempo estilo, é a camisa de botão. O modelo usado do jeito certo pode fazer sua manhã de buscas mais feliz e melhor, não só nessa hora, sabe aquele jantar de domingo? Pronto, super rola usar com um short jeans. Na balada? Com uma saia de paetê. Blusinha versátil essa viu?!

Tá muito calor? Usa a sem manga ou dobra a cumprida (faço isso sempre). E se não puder gastar muito, se joga na C&A, Renner e Riachuelo, não falta modelo bonito e em conta. Dica: a “abuse e use” daqui do Shopping Plaza, no Recife, estava com várias transparentes, de laço, xadrez, lisas e listradas.

E com que combinar? Olha ai uma seleção de opções.

Sim gatas, vestido! Uma única peça pode ser usada de várias formas, não abandone o seu. Um modelo ousado e com cara de festa, como esse preto, com uma camisa e um cinto vira saia, o mesmo com o laranja, neste caso pode ser usada aberta, tipo “casaco”. O jeans sempre descontrai, a saia plissada ou cintura alta dá um ar lady like.

Alguns acessórios podem ajudar no charme extra, afinal estilo é o que vale.

Um broche faz toda diferença nas cores básicas, como branca, preta e bege. Já o cinto é essencial para acinturar as mais largas ou para compor com uma saia de cintura alta, por exemplo. Ah, as de manga comprida com bracelete por cima são a nova jogada de style das fashionistas.

E como todo clássico merece uma repaginada, a Dudalina, marca catarinense mais que reconhecida de camisas (masculina e feminina), lançou a coleção Saint-Tropez inspirada na meca de jet sets e celebridades ricos e famosos. São camisas em seda 100% lavada, modelos de manga curta, golas imperatriz e modelagem especial em índigo. Algumas fotos para vocês conferirem, achei super verão essas estampas, estava na hora mesmo de um investimento numa cara mais tropical.

Olha que graça o detalhe da barra

O site da grife está aí para você conferir onde tem lojas. Atenção povo de Recife, tem no Shopping Recife, em Boa Viagem.

 Agora todo mundo trabalha em paz e reutiliza roupas, afinal consumo inteligente é sempre bom.

😉

Gabi Albuquerque

Conversa de banheiro: o mundo está do avesso

novembro 7, 2011 às 10:36 am | Publicado em Uncategorized | 6 Comentários
Tags: , , ,

Muito se vê e se fala a respeito, nem chegou 2012 e já dizem:o mundo está do avesso, no quesito homens e mulheres. Já li sobre isso no Papo de Homem, no Fale com Ele e em todos os blogs possíveis, até no de Xico Sá. Se vocês não conhecem nenhuma dessas páginas, tratem de conhecer, aproveitem e se joguem na revista Alfa, ela também espera ser desbravada. Bom, voltando ao fim dos tempos, parece que basicamente os homens estão agindo como mulheres e vice versa. Verdade? É, não tem mais nem discussão, temos mulheres mais seguras, mais mandonas, dando bolo, não ligando, não agindo com mimimi e mais – acho que é a maior revolução – fazendo sexo sem amor.

Também tem homem implorando, não lhe tarando, ligando no dia seguinte, pedindo atenção e – pasmem! – querendo sexo com amor. haha Mudou muita coisa, né? É a revolução dos cuecas, ficaram com medinho da gente, foi? Vocês são muito bobinhos mesmo se amarelaram. Analisem, caros colegas machos (ainda pode chamar assim, né?), passamos toda existência na base da idealização e sonhando com o cara perfeito. Como este ser não existe, amamos um imperfeito, aí um dia acaba, como tudo na vida, e haja lágrimas. Não existe nada da Disney na vida real e para completar educaram a gente dizendo que é feio ter muitos pares sexuais numa vida feminina, devem ter dito isso a vocês também porque até outro dia, mulheres desse perfil eram putas. Confere? Então, enquanto vocês fazem a festa, a gente vê comédia romântica. Bizarro, não?

Pois bem, ERA assim. O mecanismo de defesa ao fim dos contos de fada foi uma descrença desenfreada. Colunistas da vida masculina, entendam! Ele pede o telefone, ela logo pensa: safado, não vai ligar. Ele liga, ela pensa “só quer cama”. Vai pra cama e ela pensa “pronto, vai sumir”. Não cremos mais no interesse e NÃO nos interessamos mais por qualquer coisa. Veja que complicação! Pra completar, os homens mudaram também. Não jogam na parede, ficam na dúvida, têm medo e ainda têm umas TPM às vezes que misericórdia. Resultado: mulher não acredita, homem não investe. Não sei se isso é o avesso, o lado certo ou se tem nome. Sei do caos instalado.

Longe de mim reclamar, afinal não há nada ruim que não possa ficar pior, viu? Mas, meu amigo, mulher que é mulher, pode ser CEO de empresa, pode ser A independente, o que for, mas gosta da pegada, do “vem cá minha nega”, da mensagem fofa e até da ligação. A gente só faz a vibe “tô nem aí”, mas no fundo ainda somos mulheres, entende? Agora, vocês com essa preguiça não ajudam, oras. Cadê o cabra macho da alma masculina?! Estavam acostumados com a facilidade, né? Qualquer buquê de flores ganhava as meninas, vocês deixavam um monte de moças a chorar porque sumiam, faziam gato e sapato do coração de todas. Se o mundo mudou, meus caros, se ajeitem e resolvam logo essa palhaçada.

Agora não obedeça não, seu …

😉

Gabi Albuquerque

Delírios de consumo: tempo

novembro 4, 2011 às 12:25 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , ,

Hoje, nosso delírio de consumo é o tempo. Por motivos de força maior, leia-se trabalho, nossa querida colunista e eu não conseguimos produzir uma coluna pra vocês.

Afinal precisamos pagar nossas contas, né?

Ah, se eu fosse você ia dar uma olhada na coluna “Com que roupa eu vou?!”

😉

Alissa Ferreira e Gabi Albuquerque

Quase Natal

novembro 3, 2011 às 2:38 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Tags: , , , , , , , ,

Já é novembro, já é tempo de Papai Noel chegar nos shoppings, nas lojas e nos sinais de trânsito. É o tempo de dizer: eitaaa, acabou o ano! É tempo de planejar, desejar, sonhar, pensar na viagem, onde vai em cada data deliciosa do final do ano. Eu já desejava comprar tudo isso aí, mas com o Natal chegando, já é tempo de lista de presentes. hehe

Salto nude para os dias de reunião externa, salto colorido para as baladas, a bolsa também para night e a rasteira para quando estiver com os pés cansados. Quem quer ser meu Papai Noel? Dia 25 de dezembro aguardo tudo isso na minha árvore, tem mais de um mês ainda. haha

Candidatos a Noel, aceito mesmo sem barriga, barba branca e sem casa no gelo. =)

Grata

😉

Gabi Albuquerque

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.